Como realizar exames de ECG sem ser um cardiologista

Faça você mesmo o exame de ECG!
9
23 Maio 2014

Como realizar exames de ECG sem ser um cardiologista

No dia a dia de um médico veterinário, os mais diferentes casos clínicos podem aparecer. Quando se está em grandes centros, fica mais fácil encaminhar o animal para um médico veterinário cardiologista, sempre que há a necessidade. Porém, muitos profissionais estão exercendo sua profissão em cidades pequenas, afastadas dos grandes centros. Muitas vezes, são os únicos do local, não tendo com quem discutir um caso clínico específico ou pedir uma segunda opinião. E quando há suspeita de problema cardíaco? O que fazer?

Para ficar mais fácil de imaginar a situação, pense em um cão Boxer, 6 anos de idade, que vai pela primeira vez na sua clínica e apesar de não apresentar cansaço excessivo, apatia ou tosse, o ritmo cardíaco não é regular. Aparentemente, na auscultação, não há presença de sopro mas como ter certeza se a arritmia oferece risco ao animal? O que fazer se você não é cardiologista? Caso você não tenha como fazer um exame aprofundado ou encaminhar o paciente para um cardiologista, a telemedicina veterinária pode ser a melhor solução.

Trata-se da reunião de um grupo de cardiologistas que podem fazer a leitura de um ECG para você, emitir um laudo e, se necessário, discutir o caso clínico para que juntos vocês possam encontrar a melhor maneira de estabilizar o animal e prorrogar a sua vida com qualidade. Tudo isso ocorre virtualmente e com agilidade, sem que você o seu paciente precisem se deslocar.

Na telemedicina, você pode encontrar tanto equipes de profissionais atuantes em áreas diversificadas, quanto profissionais que atuam apenas em casos relacionados às doenças cardíacas. Basta você ter na sua clínica um aparelho para fazer o ECG e encaminhar o exame para leitura.

Outra vantagem é que você não precisará submeter o animal ao estresse do deslocamento, já que não será necessário encaminha-lo a outra cidade para realizar o exame. Além disso, o custo de todo o procedimento cairá, ou seja, fica mais fácil para o proprietário aceitar fazer o procedimento.

Quais as vantagens de ter um ECG?

Primeiro, você poderá dar um tratamento mais adequando ao paciente e atuar em casos como o do cão que usamos como exemplo, diretamente na doença e não apenas com medicações paliativas. Além disso, ter esse tipo de exame e de suporte à mãos fará com que o seu atendimento seja mais detalhado e que o check-up de todos os pacientes seja mais completo.

Para facilitar ainda mais a sua rotina e atrair mais pacientes, é interessante você fazer o exame na própria clínica. Assim, não haverá necessidade de se deslocar, gerando mais conforto e reduzindo custos tanto para você quanto para o cliente. Os resultados podem ser enviados por email ou por uma plataforma específica para a equipe de cardiologistas. Então, é possível discutir o caso e definir o melhor tratamento.

Além disso, se você tiver como realizar o exame e fornecer um laudo através da telemedicina, poderá atender não só aos seus pacientes e clientes, mas também fazer o ECG para pacientes de outros médicos veterinários que não possuam o aparelho em sua clínica. Assim, você pode atrair novos clientes e melhorar a renda.

Gostou dessa novidade que pode ajudar a melhorar a saúde dos seus pacientes?

Veja aqui como adquirir o seu aparelho e comece a fazer ECG na sua clínica!.

Fonte da imagem: Shutterstock.

Leave a Reply