Conheça as doenças transmitidas por pulgas, carrapatos e mosquitos

13 Abril 2016

Conheça as doenças transmitidas por pulgas, carrapatos e mosquitos

Uma pulguinha só, não faz mal para o seu cão? Faz sim e pode passar várias doenças para o seu pet de estimação. Muitos tutores desconhecem, mas os carrapatos, mosquitos e pulgas, além de incomodarem o animal, transmitem doenças que podem levá-lo a morte. Por isso, o tratamento preventivo é essencial para garantir o bem estar e saúde do seu pet e da sua família.

Principais doenças que pulgas, carrapatos e mosquitos transmitem

Pulgas

Pulga é um inseto muito comum em animais de estimação e precisa ser eliminado. Uma delas pode picar mais de 100 vezes o seu pet em um dia. Imagine dezenas delas espalhadas pelo corpo? Imagine a quantidade de sangue ele perderá, sendo que cada uma delas pode conseguir sugar 1 ml de sangue?

Além da anemia, dermatite alérgica a picada de pulga, estresse e irritação, ela transmite um verme chamado Dipylidium sp. Trata-se de um verme que é transmitido das pulgas para os cães. Quando ele se coça e começa a mordiscar a pele para tentar eliminar a coiceira que sente, acaba ingerindo a pulga e se infectando com o verme.

O problema é que não são só os animais que podem ser acometidos, as pessoas também ao ter contato com a pulga e, por exemplo, sem querer, esbarrar a mão na boca.

Carrapatos

O carrapato é um aracnídeo, que além de incomodar e picar animais e humanos, transmite diversas doenças, que podem matar o pet. A Erlichiose é uma doença grave transmitida pela picada do carrapato. Ela dá febre, anemia, perda de peso, vômito e pode levar o cão à morte.

Outra doença é a babesiose, que é causada por um protozoário e também é transmitida através da picada do carrapato infectado. Muitas vezes ela acomete o cão junto com a eslichiose, deixando o quadro ainda mais preocupante. Dentre os sinais clínicos observados estão a anemia e a febre.

Há outra doença transmitida pelos carrapatos infectados para cães e humanos, é a doença de Lyme. Causada pela Borrelia burgdorferi pode levar à morte.

Mosquitos e flebotomíneos

Flebotomídeos são insetos que também podem transmitir doenças para os cães e são conhecidos como mosquito palha. Ele é transmissor de uma doença muito perigosa para animais e humanos, chamada de leishmaniose.

A doença está espalhada por todo o Brasil e pode dar sinais clínicos variados como crescimento exagerado das unhas, feridas que não cicatrizam, febre, emagrecimento, perda de pelos, entre outros. esse mosquito é o responsável por transmitir a doença para pessoas e animais. Quando o animal faz o exame e dá positivo, a legislação brasileira obriga a sua eutanásia e não permite o tratamento da doença.

Outro problema transmitido por mosquitos e até pelo mosquito da dengue é o “verme do coração”. A dirofilariose é mais comum em regiões litorâneas, mas pode acontecer em animais de qualquer local. A larva do parasita atinge o coração, se instala, cresce e atinge até 30 cm. Os sintomas são variados como tosse, insuficiência cardíaca e perda de peso. Há um medicamento que pode ser usado mensalmente para evitar, mas deve ser administrado apenas com acompanhamento veterinário, pois alguns animais são sensíveis a ele.

O controle de mosquitos, pulgas e carrapatos deve ser feito não apenas no animal, mas também no ambiente. Converse com o médico veterinário do seu pet e proteja a saúde dele e de sua família.

Gostou das dicas? Compartilhe nas redes sociais!

Leave a Reply