Conheça os benefícios da L-Carnitina em alimentos para cães e gatos

Conheça os benefícios da L-Carnitina em alimentos para cães e gatos
27 Abril 2015

Conheça os benefícios da L-Carnitina em alimentos para cães e gatos

Você já ouviu falar nos benefícios da L-Carnitina? Hoje presente em rações comerciais, a L-Carnitina é um composto nitrogenado muito semelhante a vitamina, um ácido carboxílico de cadeia curta. Ela pode ser obtida pelos cães e gatos através da síntese realizada no fígado (que se dá com a presença de vitamina C e B6, a partir dos aminoácidos lisina e metionina) ou pela absorção intestinal.

Regulamentação da L-Carnitina

Como a síntese pelo organismo é possível desde que o animal tenha uma nutrição adequada e balanceada, a fonte de Carnitina vinda da ração pode ser considerada dispensável. A L-carnitina pode ser usada como suplementação proteica, mas, de acordo com a AAFCO (American Assotiation of Food Control Officials) e o U.S. FDA (United States Food and Drug Administration), não é um nutriente essencial. Quando colocada em ração para cães e gatos não pode ultrapassar 0,075% da matéria seca do alimento, ou cerca de 830 mg/kg de alimento.

A L-carnitina auxilia no transporte e entrada de ácidos graxos de cadeia longa na membrana da mitocôndria, através da incorporação na cadeia enzimática, formando a Carnitina-Palmitoil-Transferase I e II. Os ácidos graxos são usados para produzir ATP. Caso uma dessas enzimas não esteja presente no organismo, o transporte torna-se deficiente e a produção de ATP é comprometida. Por isso, muitos alimentos industrializados hoje a colocam em sua fórmula. Além disso, a L-carnitina ajuda a controlar a concentração de ácidos graxos no citoplasma celular e na corrente sanguínea.

Benefícios gerados pela suplementação 

Embora a adição na nutrição não seja obrigatória, a L-carnitina é um nutriente condicionalmente essencial, pois participa ativamente de ações importantes do organismo. Mesmo podendo ser produzida pelo organismo quando este está em equilíbrio, muitas vezes, a suplementação L-carnitina pode ser benéfica nos seguintes casos:

  • Doença renal ou hepática (síntese de L-carnitina fica afetada);
  • Dieta rica em gordura;
  • Diarréia crônica;
  • Doença cardiovascular;
  • Atividade física intensa;
  • Obesidade.

Ela ainda diminui o risco de desenvolver doenças cardíacas ao reduzir os lipídeos no sangue de cães obesos, ajuda no processo de vasodilatação, reduz arritmias ao aumentar a capacidade de sustentar contrações cardíacas, favorece a perda de gordura durante dietas para perda de peso, promove a geração de ATP, aumenta a oferta de energia ao músculo cardíaco e protege os felinos da Lipidose Hepática Felina Idiopática e da Cetose.

Conclusão

Com o seu papel vital no transporte de ácidos graxos através da membrana mitocondrial, pode-se concluir que a suplementação da carnitina na ração, além de algo muito seguro, é benéfico para a vida do animal, seja esse cão ou gato. Ela ajuda no tratamento de algumas doenças e colabora com animais que precisam de uma suplementação maior de energia, seja no exercício físico ou até durante uma gestação.

Baseado nisso, a suplementação desse ácido carboxílico de cadeia curta em rações vem crescendo e é benéfico. Você já usou suplementação de Carnitina em tratamento de algum paciente?

Conte sua experiência nos comentários!

Você já conhece o InCardio?

Solicite o catálogo online!

Conhecer

Leave a Reply