Novas regras para o funcionamento de serviços veterinários são estabelecidas pelo CFMV

26 novembro 2014

Novas regras para o funcionamento de serviços veterinários são estabelecidas pelo CFMV

As estruturas necessárias para o funcionamento de uma clínica veterinária e um consultório veterinário, muitas vezes é motivo de dúvidas para os profissionais. Outro ponto é: “quando posso chamar o meu empreendimento de hospital veterinário?”. Visando sanar essas e outras dúvidas e trazer mais esclarecimentos aos profissionais, a resolução 1015/2012 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), traz novas regras para o funcionamento de serviços veterinários estabelecidas pelo CFMV.

Novas regras para o funcionamento de serviços veterinários

A resolução 1015/2012 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) deve ser seguida a partir de 15 de janeiro de 2015, ou seja, os profissionais têm pouco tempo para se adaptar. De acordo com entrevista dada pelo presidente do CFMV, no site da instituição, “O novo texto estabelece atualizações para acompanhar as mudanças do mercado, garantir melhores condições de atendimento aos animais, acompanhar o desenvolvimento tecnológico e a legislação sanitária,” alerta Benedito Fortes de Arruda.

As pessoas que não se adaptarem e não alterarem o seu estabelecimento de acordo com o que manda a resolução até o dia 15 de janeiro, poderão ser multadas. Sem contar que os veterinários poderão sofrer processo ético-profissional caso sejam responsáveis por um local que não cumpra com as novas determinações do conselho. Vale lembrar que para que essa nova resolução fosse realizada, houve uma consulta pública e tanto os profissionais quanto a população puderam opinar. Ao todo, o CFMV recebeu 115 manifestações.

Veja algumas diferenças estabelecidas na resolução

“Ambulância Veterinária é o veículo identificado como tal, cujos equipamentos, utilizados obrigatoriamente por um profissional médico veterinário, permitam a aplicação de medidas de suporte básico ou avançado de vida, destinadas a estabilização e transporte de doentes que necessitem de atendimento de urgência ou emergência.

Clínicas Veterinárias são estabelecimentos destinados ao atendimento de animais para consultas e tratamentos clínico-cirúrgicos, podendo ou não ter internações, sob a responsabilidade técnica e presença de médico veterinário.

Hospitais Veterinários são estabelecimentos capazes de assegurar as instâncias médicas curativa e preventiva aos animais, com atendimento ao público em período integral (24 horas), com a presença permanente e sob a responsabilidade técnica de médico veterinário.

Consultórios Veterinários são estabelecimentos de propriedade de médico veterinário destinados ao ato básico de consulta clínica, curativos e vacináveis de animais, sendo vedadas a realização de procedimentos anestésicos e/ou cirúrgicos e a internação.

Clínicas Veterinárias Especializadas são estabelecimentos destinados a prestar atendimento integral em uma especialidade de Medicina Veterinária.

Unidade de Transporte e Remoção é o veículo destinado unicamente à remoção de animais que não necessitem de atendimento de urgência ou emergência. Sua utilização dispensa a necessidade da presença de um médico veterinário.”

Para ver mais detalhes sobre essa resolução e lê-la em sua íntegra clique aqui. O que você achou?

Concordou com as novas normas? Comente! 

Você já conhece o InCardio?

Solicite o catálogo online!

Conhecer

Leave a Reply